Blog Minha Vida Sem Photoshop

Dia 128 – O que aprendi com meus sobrinhos
Comentários Comente

Gisela Rao

No fim do ano passado eu fiz um desses testes divertidos do Facebook. A pergunta era como seria o ano de 2016. No teste saiu que eu faria uma viagem internacional e curtiria a família. Achei furada porque ainda tô pagando a viagem da Itália do ano passado. Acontece que minha irmã viajaria com sua filha e meu sobrinho em janeiro. Mas não pôde ir e acabei viajando no seu lugar. Nunca fui para fora do país com gente mais jovem e confesso que tive grandes lições (voltamos ontem!).

Civita di Bagnoregio

Civita di Bagnoregio

A primeira delas foi não subestimar as pessoas só porque são mais novas. Meu sobrinho tem uma cultura impressionante, um grande senso de direção; e minha sobrinha é mega uber esperta, além de muito engraçada.

FullSizeRenderw

A sensibilidade deles também é de tirar o chapéu, desde a forma como se preocuparam com os gatinhos de rua até o jeito como se emocionaram diante das grandes obras (principalmente ele que é artista).

Mas o mais legal foi aprender com eles a continuar a ser como sou, ou seja: com uma criança interior mega liberada. Porque eles são mais velhos de cabeça do que eu e viviam me reprimindo ahahaha. Na realidade, pelo que vi, essa geração Y dá muita importância para a opinião dos outros. E com certeza as redes sociais nutrem isso diariamente. Eu espero de coração que tenha dado esse “aprendizado'' a eles: de que um dos grandes pilares da autoestima é você ser você mesmo sempre e independente da opinião alheia.

IMG_8322

Para o alto e avante!

“Em todo adulto espreita uma criança – uma criança eterna, algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo, e que solicita, atenção e educação incessantes. Essa é a parte da personalidade humana que quer desenvolver-se e tornar-se completa''
Carl Gustav Jung

——————-

> Um sorriso a mais é uma dor a menos pras crianças nos hospitais. Veja como dar apoio e ganhar recompensa :  )

10686932_4941067902634_739986824797844959_n

http://www.kickante.com.br/campanhas/viagem-humanitaria-com-opatch-adams-no-marrocos

++++++++++++++++

BLOG VAE INDICA

A página do querido Cyroo Leãoo na Polishop. Você compra coisas legais em vezes e ainda ajuda na sua recuperação de saúde :  )

12509045_989601674422325_1377495090732084498_n

 www.polishop.com.vc/cjleao

++++++++++++++++

ROSINHA. O LIVRO DO VAE!

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

 

 


Dia 127 – Calma, calma, calma!
Comentários 1

Gisela Rao

Eu já tava na louca nesse começo do ano, querendo atirar pra todo lado. Isso porque o contrato do meu cliente demora um pouco pra rolar e também porque eu sempre fico achando que tenho que fazer mais e mais e mais. Então, eu colei essas folhas na parede para fazer cronograma de metas etc.

IMG_8188

Acontece que me deu a incrível sensação de que eu estaria repetindo 2015 tudo de novo. Um ano em que cheguei um bagaço em dezembro, sem energia para fazer coisas que seriam realmente legais.

Bisbilhotando pela internet, eu achei esse texto/vídeo do filósofo Marcelo Sando, onde ele começa dizendo: “Só estamos perdidos enquanto acreditamos ter algo a ser encontrado. Ao abandonar a busca, ao não ter mais esse peso existencial de ter que encontrar algo, a vida se torna apenas estar vivo''.

By Joarez Filho

By Joarez Filho

Isso me deu um certo alívio porque eu senti muito a minha falta ano passado de tanta coisa que fiz. Me afastei de mim, engordei. Deixei o alvoroço tomar conta. Quando alguém me perguntava – “Como vai você?'' – eu respondia: “Não sei. Posso te dizer depois?'' hehe.

Tem uma coisa que eu observei na vida. Quando eu faço algo que absolutamente tem a ver com a minha verdade, sai uma energia descomunal, gostosa, que torna tudo leve, como se algo ou alguém estivesse me pegando pela mão. Quando faço algo por fazer, me canso, tenho preguiça, é estranho.

Então, eu não pedi nada nessa virada de ano, nem fiz promessas. A “resolução'' é apenas deixar a minha verdade me levar!

Para o alto e avante!

++++++++++++++++

ROSINHA. O LIVRO DO VAE!

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias


Dia 126 – O que dá pra aprender com os urubus
Comentários Comente

Gisela Rao

Pois é, eu também tinha encanação com urubu até ir, anos atrás, à Pedra do Baú (Campos do Jordão) e ver seu voo maravilhoso. Também vejo vários voando aqui no interior, em frente ao meu apê. Bom, tudo isso para dizer que passei a virada do ano em um lugar muito especial e que aprendi com esses pássaros: http://www.pousadamaristela.com.br

É um lugar muito lindo do século 18, em Tremembé, comandado pelos queridos Theodoro Quartim e a Kika.

ee

Eu fiquei muito feliz de sair da minha zona de conforto pra curtir a Natureza adoidado. Nos últimos anos, B.L, e eu passamos o réveillon em casa. Dessa vez resolvemos mudar de ares e conhecer gente nova. E olha quem conhecemos: o Sr. Lefèvre, que foi o primeiro Pedrinho do Sítio do Pica-Pau Amarelo na TV : )

IMG_8032

Lá não pegava nem internet e nem telefone . Que benção.

Bom, e o que o pássaro tem com isso? Acontece que no dia 1 de janeiro choveu. Olhei pra cima e vi dois urubus tomando chuva quietinhos, com humildade. Como se eles quisessem dizer: “Uma hora passa! Não vamos reclamar e nem brigar contra, apenas vamos deixar passar''.

IMG_8037 IMG_8046

Então é isso, esse ano eu vou aceitar os desígnios bons e  aparentemente não-bons do Universo na paz, sem alarde, porque tanto um quanto o outro… passarão.

Para o alto e Avante 2016!

Na Pousada Fazenda Maristela tem programação praz crianças também : )

img-home_1img-home_3img-home_7img-home_5

++++++++++++++++

DÊ ROSINHA DE NATAL

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias


Dia 125 – O que aprendi com os refugiados que serve pra vc
Comentários 1

Gisela Rao

> O Blog volta 18:30h : )

Faz praticamente 1 ano que estou trabalhando voluntariamente com os refugiados. Seja junto com o site Estou, Refugiado (com Luciana Capobianco), seja junto com a Cruz Vermelha (e o Fernando Soler Bravo).

600734_760920357347907_3932984482224400573_n

É um dos trabalhos mais gratificantes que conheço. Conseguimos ajudar muitas pessoas que tentam sobreviver no Brasil e ainda é só a pontinha do iceberg do que podemos fazer. Conseguimos arrumar empregos, roupas, bilhetes de transporte, reatar a comunicação com os familiares – entre outras ações que deixam a gente bem feliz.

Uma das coisas que mais aprendi com eles foi a dar mais valor para o Brasil. Os refugiados geralmente vêm de países em guerra, ou destruídos, ou com facções criminosas que arrancam dinheiro dos comerciantes e da população, ou com um regime rígido onde as pessoas são presas e mortas apenas por fazerem uma caminhada de protesto. Eles não encontram isso no Brasil e por isso se sentem extremamente afortunados e agradecidos. Sem falar no clima que é delicioso e nos brasileiros maravilhosos que tentam ajudar ou apenas abraçar e sorrir para mostrar como são bem-vindos :  )

Outra coisa que aprendi, foi a dar valor para o que eu tenho e que esqueço que milhões de pessoas não têm. Um exemplo: outro dia fui no Mac Donald's com meu quase-filho congolês, Alphonse. Enquanto ele comia um Big Mac, ele disse que carne é um luxo no Congo. Pois é, e a gente desperdiça comida pra caramba, né?

E pra finalizar, eles me ensinaram a deixar de ter preguiça e a me lambuzar de determinação. Os refugiados são as pessoas mais esforçadas e determinadas que conheci na vida. Para aprender um idioma, fazer um curso, tentar melhorar de vida olhando só para frente. Como o caso do angolano Crispim Calonge que morava na rua, estudava na USP, e hoje tem uma empresa de idiomas e dá aulas gratuitamente para os outros refugiados :  )

E é para o alto e avante que vamos em 2016! Feliz já, próspero agora!

++++++++++++++++

DÊ ROSINHA DE NATAL

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

++++++++++++++++

BLOG VAE INDICA

Brigadeiros e tortas incríveis da Juliana Motter – no Maria Brigadeiro :  )

Site Conta Azul

Site Conta Azul


O VAE deseja um Natal doce como deve ser :)
Comentários Comente

Gisela Rao

“Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim: que seja doce. Quando há sol, e esse sol bate na minha cara amassada do sono ou da insônia, contemplando as partículas de poeira soltas no ar, feito um pequeno universo, repito sete vezes para dar sorte: que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante'' – Caio Fernando Abreu.

shutterstock_339813524


Dia 124 – O sonho da asa própria
Comentários 2

Gisela Rao

“O sonho da asa própria''. Eu já usei essa frase aqui uma vez. É do poeta Pedrinho Fonseca e acho uma benção falar nela de novo, principalmente no final do ano que está todo mundo com o saco na lua.

ee

Outro dia fui almoçar com uma amiga que trabalha em uma multinacional. Mesmo muito, mas muito estressada de tanto trabalho e de tantas regras e conflitos que existem em um ambiente desses (e em tantos outros), ela me disse que ficaria mais 10 anos para ter uma boa aposentadoria. Dez anos são 3600 loooongos dias, 86.400 horas. Não, não é fácil.

Tenho encontrado tantas pessoas se perguntando se estão felizes  no trabalho, que fico me perguntando em que momento das nossas vidas abandonamos o sonho da asa própria. 

Há 5 anos eu saí do meu último trabalho com carteira assinada. Eu adorava, mas chegava em casa e só queria me esparramar no sofá e ver TV. E nunca dava tempo de fazer coisas que eu precisava e que não dava para rolar nos fins de semana, como médicos, terapia e projetos pessoais, por exemplo. Quando saí, fui até a cidade do meu avô, na Itália, é pedi a benção dos meus antepassados para  que eu pudesse ter um trabalho fixo, mas que fosse feito de casa, e que sobrasse tempo para os meus projetos pessoais. E consegui 20 dias depois : )

De certa forma, posso me considerar uma pessoa com a asa própria, o que não quer dizer que eu não tenha meus medos e inseguranças em relação ao futuro.

Esse ano em Firenze, tive a felicidade de encontrar o maior “garoto-propaganda'' do projeto da asa própria hehe. Era o único músico de rua que sorria quando a gente olhava nos olhos, sem falar no talento excepcional. O seu nome é Christian Grosselfinger. Sua nacionalidade? Brasileira!

FullSizeRender

Seguimos o Cris por uma manhã inteira e, além da delícia de música (ele está no Itunes!), ouvimos histórias tão legais quanto a do morador de rua que sentou ao seu lado para ouvir o concerto e depois deu uma moeda de caixinha :  )

IMG_6758

Cristian mora num motor-home e viaja pela Europa e Itália, tocando na rua ou em lugares especiais. Leva na bagagem apenas o seu instrumento, algumas roupas e seu ipad. “Não existe o óbvio quando viajo. Eu toco para as pessoas, as deixo felizes, é assim que driblo a solidão'', diz, com a luz laranja do cachecol refletindo no rosto.

e

Dedico esse post ao Christian e a todas as pessoas que sentem suas asas se mexendo e doidas para se libertarem.

Para o alto e avante 2016!

https://www.facebook.com/christiangrosselfinger

++++++++++++++++

DÊ ROSINHA DE NATAL

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

++++++++++++++++

BLOG VAE INDICA!

O Alecrim Dourado faz comida sem lactose e sem glúten para você. E entrega em casa : )

12310668_803363279774573_5626213142449122955_n

https://www.facebook.com/Alecrim-Dourado-Cozinha-Saudável-346280268816212

Tel: (11) 94312-9639


Dia 123 – As estrelas que iluminam o nosso caminho
Comentários 1

Gisela Rao

Ano passado fui dar uma entrevista sobre autoestima no programa da Fátima Bernardes. Marília Pera estava lá. Ao final, ela me chamou em um canto e disse: “Você tem que fazer Stand Up Comedy. Vai por mim…''. Eu achei lindo ela falar isso, mas pensei: “A essa altura do campeonato?''

Mas, sem saber que ela estava doente, resolvi me aventurar nessa categoria há pouco tempo – mesmo sendo Tia Sukita perto dos outros humoristas –  e percebi que tenho mesmo jeito pra coisa, pelo menos o público gostou. Faz sentido, né, já que trabalho  com humor faz anos e, como disse, não tenho mais quase vergonha de nada hehe. Portanto, em breve, eu terei mais novidades sobre esse assunto.

Como eu sou otimista da gema, e como acho que vai dar muito certo eu já me via telefonando para a Marília Pera para dizer: “Queria te agradecer por aquele dia…''. Mas, putz, não vai dar mais, agora que ela se fez a grande Travessia :  (

12348157_970395769676249_3768972713180528796_n

Minha mãe sempre me disse que acreditava que cada pessoa na Terra tinha uma missão, mesmo que fosse um gesto, uma palavra que mudasse a vida da outra. Além de todas as missões dessa grande atriz, com certeza vou considerar esse toque uma missãozinha,  uma estrela que sacode o céu e guia nesse novo e desconhecido caminho – esteja onde estiver. Que eu possa me dar bem no Stand Up e que eu  posso espalhar cada vez mais alegria e ajudar cada vez mais pessoas nesse mundão doidão.

adesivo-pequeno-principe-com-estrelas

“Se alguém ama uma flor da qual só exista um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para fazê-lo feliz quando a contempla. Ele pensa: “Minha flor está lá, em algum lugar…''. Mas se o carneiro come a flor, é, para ele, como se todas as estrelas repentinamente se apagassem''

Antoine de Saint-Exupéry

++++++++++++++++

DÊ ROSINHA DE NATAL

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

++++++++++++++++

COLUNAS DA GISELA RAO  NO ATMOSFERA FEMININA

> Crise. O melhor que pode te acontecer – http://zip.net/byrJ4c

 > Vai com medo mesmo! http://zip.net/bhqhtW

> Se não hoje, quando? – http://migre.me/eVKJy

giselarao@uol.com.br


Dia 122 – Quando foi que você parou de dançar?
Comentários Comente

Gisela Rao

Sempre quis ter uma atividade profissional que fosse global, que pudesse ser feita em qualquer lugar do mundo – já que 100% do meu trabalho é focado em texto – e que eu fosse apaixonada. Um dia, fazendo curso de Recreação na Cruz Vermelha, descobri a “Dança Senior''. Eu fiquei emocionada. Primeiro porque é alegre, bacana, alto-astral. Segundo, porque  é um tremendo benefício para os idosos. Trabalha coordenação, memória, melhora a saúde a depressão…

Foto: Bethesda

Depois de meses tentando achar quem desse o curso, finalmente consegui me inscrever. E tive o prazer de conhecer essa mulher maravilhosa chamada Judith Ueno e o super professor Reinildo de Souza – além de uma turma de alunos muito bacana e principalmente formada por  jovens já com uma grande consciência. http://zip.net/bvstqW

Professor Reinildo e Judith Ueno

Professor Reinildo e Judith Ueno

Aprender uma coisa nova dá uma estapeada na preguiça, na estagnação. Não foi fácil acordar 5 da matina pra vir pra São Paulo. E nem é fácil, pra quem tem déficit de atenção, fazer 16 horas de curso. E confesso que quase desisti, mas lembrei de Jorge Kishikawa, sensei que tive de Kenjutsu, que uma vez me desafiou para um duelo bem cedo. Ele disse que só o fato de eu ter ido ao desafio já era uma vitória (e ele pensou que eu fosse amarelar. E quase amarelei mesmo pelo horário hehe). 

nnn

Tente fazer algo diferente ainda esse ano. O prazer que isso dá não tem tamanho. Principalmente se você puder usar esse algo para fazer bem às pessoas ou aos animais de forma gratuita. Já estou marcando uma visita ao asilo do interior para colocar em prática esse trabalho incrível :  )

12274266_1114923018527080_1729962521003237358_n

“Não acredito em um Deus que não saiba dançar'' – Nietzsche

Para o alto e avante!

++++++++++++++++

DÊ AUTOESTIMA DE NATAL!

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

giselarao@uol.com.br


Dia 121 – Com que emoção você quer entrar em 2016?
Comentários 2

Gisela Rao

Desde que mudei para o interior há 3 anos, evito o máximo ir a São Paulo. Motivos: hoje em dia a cidade me cansa porque não estou mais acostumada a pegar trânsito, a encher minha agenda de compromissos e a ficar encanada achando que vou ser assaltada quando atendo o iPhone. Mas não é só isso: acabo gastando e comendo mais do que eu devia :  (

Acontece que, atendendo a pedidos, faremos um encontro do VAE de despedida de 2015 e de entrada em 2016 : ) E uma porcentagem será doada para a Cruz Vermelha, em Mariana :  )

neiva-vae

A psicóloga Neiva Bohnenberger me perguntou o tema e eu respondi: “Emoção ostentação''! Sim, tem uma pitada de humor, mas o que eu queria mesmo é que a gente pudesse jogar no nosso encontro todas as nossas emoções desse ano: alegria, ansiedade, medo, euforia, tristeza, esperança, desesperança, paciência, inquietude, determinação etc etc. Porque vamos combinar que esse ano foi e está sendo muuuuuuito intenso! O fato da gente saber que é inundado o tempo todo pelas emoções não significa que paramos para absorvê-las, para entender de onde vêm e para onde vão. É esse cara-a-cara com o que sentimos que aumenta o nosso autoconhecimento, e isso é libertador! Então, eu pergunto: será que nesse momento de tantas emoções contraditórias estamos nos sentindo realmente livres?

ff

É dentro desse tema que convido os participantes do nosso último encontro do  VAE a ostentar, expor, mostrar os sentimentos desse ano e a escolher a principal emoção que quer entrar em 2016! Sábado – Dia 12/12  – das 15 às 18h (SP)! (infos giselarao@uol.com.br)

Quero e espero vocês lá para uma grande confraternização e um brinde à vida que não espera, mas que sempre dá um jeito

Para o alto e avante!!

“Em algumas tribos xamânicas, se você chegar ao curandeiro se queixando de desânimo, de depressão, ele irá te fazer 6 perguntas:
– Quando você parou de dançar?
– Quando você parou de cantar?
– Quando você parou de acreditar?
– Quando você parou de se encantar pelas estórias?
– Quando você parou para silenciar?
– Quando você parou de amar?''…

+++++++++++++++++

O post de hoje é dedicado a quatro brasileiras na Itália – e agora amigas – que me proporcionaram as mais incríveis emoções nesse inesquecível ano da Cabra, 2015.

Claudia Monteiro de Castro – Escritora

1622097_10151868569765957_353940644_n

Cristiane Barros – Guia

12208763_10153808054674923_6185501556896071454_n

https://www.facebook.com/noticiasdabota

Barbara Campanaro – Guia

10308429_807099482642849_6765182371649117552_n (1)

https://www.facebook.com/vivatoscana

Barbara Bueno – Blogger

1915463_100377533322424_7373977_n

https://www.facebook.com/brasilnaitalia

+++++++++++++++++

SOS MARIANA

10308429_807099482642849_6765182371649117552_n

Nesse link você encontra os itens que as pessoas precisam em Mariana (MG), após a tragédia, e também a conta bancária da Prefeitura. Você também pode doar para a Cruz Vermelha de Mariana: contato@cvbmg.org.br

http://zip.net/bqsrCv


Dia 120 – Basta o primeiro passo para sair do lugar
Comentários 1

Gisela Rao

Semana passada teve pancadaria de novo no Facebook porque o site disponibilizou um aplicativo que colocava as cores da bandeira da França no seu perfil, em solidariedade. A pancadaria foi porque muitos brasileiros achavam que o site também tinha que disponibilizar a bandeira de Minas Gerais depois da catástrofe que aconteceu em Mariana (Minas Gerais) : (

Pra começar, eu acho que todo tipo de expressão de solidariedade vale a pena. E para finalizar, acho que esse negócio de só criticar e esperar os outros fazerem, é uma pataquada. Vou dar um exemplo. Eu estava muito frustrada na Itália porque não consegui ajudar como voluntária na Cruz Vermelha. Meu diploma daqui não vale lá e o curso de 1 mês para voluntários não bateu com minhas datas. Mas quando eu voltei do sul para Roma de trem, vi que os refugiados ficavam do lado de fora da estação, no frio, com os pés de fora. Me partiu o coração. Nenhum de nós gosta de ficar com os pés gelados, não é?

Então, B.L. e eu criamos essa campanha no Facebook, bem direto ao ponto:

12188975_956158237766669_5007081260057664442_n

E em uma semana o resultado foi esse : )

12196228_961130820602744_9179959030684351917_n

Muita gente querida ajudou do Brasil, da Sardenha e até dos USA (nota 10 pra turma globalmente unida da ZUMBA)

12202316_1050416114979329_1921909601_n12227775_1076319922378421_2979137214693756139_n11705186_1028006227224287_8708748873918455507_n11222362_912621952142535_8398422843840332366_n11825578_1193102490706926_1232682726723016699_n12226615_1076806562329757_1445106559_n12115417_956594784375583_1096072999232955789_n12190107_10201111361022781_3974460171538195534_n12191455_10206654118605062_5911709238250543157_n12193836_872322859504302_702827548949848065_n12227607_1037630149622005_8294438431086042292_n12227730_10206959465098392_1235866060765917386_n197510_434964796552685_799226605_n10568968_688139594596505_6234474956515435011_n1545128_922834487733890_8253112138793989941_n12106741_929663600440581_8840949247654523835_n

Depois, procuramos a Caritas de Roma (Don Giorgio Gabrielli, Don Enrico Feroci, Paola Aversa, Giorgio e Andrea) para fazer a entrega. E 400 pés ficaram quentinhos e felizes : )

Faça a sua ação, não espere pelos outros e muito menos critique a ação dos outros. No Facebook, por exemplo, têm aplicativos onde você pode criar seu próprio movimento, mudar sua foto do perfil e convidar outros ( Outubro Rosa etc). Você também pode agitar no seu bairro, na escola do seu filho, na faculdade, no seu emprego etc. Basta um passo para sair do lugar!

Essa semana começaremos uma campanha para ajudar Mariana no que ainda estão precisando. 

http://prefeitura2014.pmmariana.com.br/noticia/2932/prefeitura-organiza-recebimento-de-donativos-para-vitimas

Para o alto e avante!

+++++++++++++++++

HOMENAGEM!

O post de hoje é dedicado à Isabela Andrade que deu um passo e conseguiu uma bolsa de estudos nos EUA. E agora tem um blog delícia contando suas conquistas e aprendizados por lá : )

11013525_860912207329566_573829689420388926_n

http://diariodebordobasi.blogspot.com.br/2015/11/diario-de-bordo-isabela.html

++++++++++++++++

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

 

giselarao@uol.com.br