Minha Vida Sem Photoshop

Dia 96 - A imperfeição é o "cara"

Gisela Rao

18/05/2015 14h32

Minha super cliente é a empresa Sanofi, com quem trabalho há 5 anos. No outro domingo, fui dormir à tarde e acordei às 6 pm. Enquanto eu lavava o rosto, pensei que um dia poderia apresentar o Prêmio Medical Services (menina dos olhos da Sanofi). Cinco minutos depois, entrei no face e havia um recado da Renata Nunes dizendo que o apresentador oficial (Wellington Nogueira) estava doente e perguntando se eu poderia substituí-lo. Tomei um susto. O que é a mente e seus mistérios… Fiquei chateada pela Wellington, que conheço de loooongas datas, mas claro que eu aceitei e claro que eu não tinha um sapato de salto alto. Fui correndo comprar. O vestido eu tinha. O mesmo que usei no réveillon e no meu casamento civil hehe.

O evento era no dia seguinte e mal deu tempo de entender a mecânica do roteiro. Detalhe: a Diretora de Comunicação e Responsabilidade Social Corporativa e o novo Presidente da Sanofi estariam ali na primeira fileira, bem na minha frente.

s

Pensei que seria um esquema parecido com as minhas palestras, só que não. Metade da platéia era formada por médicos sérios pra caramba. Mandei a primeira piada, ninguém riu. Mandei a segunda piada, ninguém riu. Eu já me vi assando na fogueira, mas aí comecei a me atrapalhar toda com o teleprompter, vulgo photoshop da memória. Então, comecei a rir da minha própria atrapalhação e o gelo foi quebrado. Quando isso aconteceu pude ficar confortável sendo eu mesma: 0 convidado trapalhão hehe. Me atrapalhei muitas vezes até o final do evento, inclusive mandando a platéia par acasa antes do tempo e tendo que voltar atrás : | Mas foi muito divertido e muita gente veio me parabenizar depois, incluindo o staff hehe.

20124610

Tem duas coisas legais aí. Confirmar que não existe algo que dê mais certo na vida do que ser você mesma(o); e como as pessoas se identificam com a imperfeição. Todos nós sabemos que trupicamos em muitas coisas o tempo todo, mas a gente esconde por vergonha e nem imagina como seria bom pro Planeta se assumisse o nosso próprio poema-em-linha-reta-de-Fernando-Pessoa.

“Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe – todos eles príncipes – na vida…

Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó príncipes, meus irmãos,

Arre, estou farto de semideuses!” – Fernando Pessoa

Agradeço à Sanofi por ser minha grande parceira nesses anos, por sempre apoiar meus projetos e, principalmente, por aceitar meu jeito Gisela Rao de ser. Você acha isso fácil? Uma vez um cliente pediu para eu não ir em uma reunião onde estaria o novo Presidente porque eu era muito alegre hahaha.

Para o alto e avante!

++++++++++++++++

Rosinha – o livro do VAE, na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

++++++++++++++++

COLUNAS DA GISELA RAO  NO ATMOSFERA FEMININA

> O lado bom da impulsividade http://zip.net/bwqVyV

> Atitudes que podem mudar seu casamento http://zip.net/bfpBMQ

> Por que deletamos o pause?  http://zip.net/btqwdL

> Você agradece o seu dinheiro? http://zip.net/brncl7

> Se não hoje, quando? – http://migre.me/eVKJy

giselarao@uol.com.br

Sobre a autora

Gisela Rao é publicitária, escritora e está jornalista. Acredita piamente que a "imperfeição" liberta. A palavra está entre aspas porque, como dizia Buda, o que é certo e o que é errado no universo da ilusão? Leia mais

Sobre o blog

Espaço para - como dizia Nelson Rodrigues: mostrar a vida como ela é, sem pintar pombo de verde e chamar de meu louro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop

Minha Vida Sem Photoshop

Por que trocar a lâmpada ficou mais interessante que nós?

Nos últimos meses, que coincidem com o tempo que não tenho viajado, tenho a estranha sensação de não ter assunto-próprio. Não estou falando do monte de filmes que assisto no Netflix, ou dos assuntos que saem na home do UOL ou do Tiscali.it. Estou falando de assunto próprio, coisas incríveis que vejo ou sinto e que ficam se acotovelando para escorregar no tobogã da garganta para fora. O triste é que percebo que não é só comigo: às vezes vou em almoços ou jantares coletivos onde ninguém tem também assunto-próprio, digo, algo mais interessante do que trocar uma lâmpada quebrada. Assistindo a uma palestra do incrível tarólogo Arhan (sim, nesse dia fui atrás de assunto-próprio!), ele disse uma coisa muito assustadora: “Cada vez menos vejo a carta do “Louco” no jogo de tarô das pessoas. É assustador porque o Louco é a carta ligada a seguir a intuição. Nas palavras do Arhan: “O Louco é o arcano sem número do tarô, está presente em todos os caminhos da nossa jornada pessoal. Ele representa o campo de todas as possibilidades em nossa vida é o momento do salto quântico existencial. Aquele que é capaz de gerar a si próprio. Esta carta não dá valor aos valores dos homens. "O Essencial será sempre invisível aos olhos". O que nos dará a certeza de uma direção segura, nosso norte, será o canal intuitivo, representado na carta por um cachorrinho que tenta avisar o louco do abismo a sua frente. Mas perante aos outros, qualquer atitude ou escolha, neste momento da sua vida, será considerada Louca! Por isso, não dê ouvidos! A caravana passa e os cães ladram…Misture a sua "maluquez" com a sua lucidez, seja livre e siga em frente! Ação a ser tomada: Rever valor para gerar a si próprio”. Então tem um monte de coisas erradas aí, estamos com preguiça, estamos acomodados, estamos sem coragem pra alçar novos voos, pra fazer coisas novas, estamos vendo tv e internet demais. Não acho que as respostas estejam em viajar mais, embora ler o livro “Diários Marroquinos” (Kívia Mendonça) dê um tremendo frio na barriga (ela ficou um tempão no Marrocos viajando sozinhaaaaa de carona). Eu acho que a resposta está em viver mais, reloadar na gente aquela criança curiosa que eramos na infância. Onde está você, Giselinha, que furava o dedo sem medo para ver as células – tão lindas – psicodelicando na plaquinha de vidro no microscópio? "Se o homem persistisse em sua loucura, tornar-se-ia sábio" - William Blake +++++++++++++++++++++++++++++++ giselarao@gmail.com

Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Topo