Minha Vida Sem Photoshop

Dia 119 - Tenho em mim todos os mistérios do mundo

Gisela Rao

11/11/2015 01h35

Voltei da Itália ontem  e gostaria de escrever sobre o que considero o tema dessa viagem de 45 longos dias: mistério! Vou começar falando sobre o mistérios de demorar quase um mês para voltar a escrever o blog. Para isso não tenho explicação. Andávamos cerca de 5 horas por dia e isso me deixava um bagaço. Mas fora isso, não queria escrever por obrigação. Queria criar quando realmente estivesse com a energia focada no blog, como hoje.

Essa viagem foi recheada de mistérios do começo – quando fomos ao Castelo Malaspina  (já escrevi sobre ele aqui)- ao fim, quando tive uma conversa com o Universo e sua resposta. Vou começar do início. Sempre tive vontade de dormir em um castelo medieval, e escolhemos o de Malaspina (em Fosdinovo), por ter um preço acessível e cheio de histórias de espíritos, incluindo o da mocinha que acabou sendo emparedada por amar quem não devia :  (

http://www.mondimedievali.net/

http://www.mondimedievali.net/

Depois, em Firenze, conhecemos duas pessoas muito especiais: Bárbara Campanaro (http://www.vivatoscana.com.br) e Rocco Iacopini, dono da Mago Merlino Tea House (http://zip.net/bdsmDg).

A Bárbara é guia na Itália e uma das pessoas mais agradáveis que conheci. Aceitou meu desafio de criar um roteiro muito legal sobre “Lugares & Lendas”. Entre outros mistérios, descobrimos porque essa janela abaixo sempre fica aberta até os dias de hoje. A dona da casa ficou anos e anos de frente para ela esperando o dia em que o marido voltasse da guerra. Nunca rolou : (

1IMG_0841

Rocco Iacopini foi um dos grandes achados da viagem. Conhecemos ele e Daisy por acaso em um dia em que estávamos perdidos tentando encontrar a Sinagoga. Rocco é músico, poeta, tarólogo e navegador dos 7 mares. Voltaríamos todo ano à Firenze apenas por ele  e seu incrível conhecimento : ) “Nel Sapore di una sola tazza, scoprirete finalmente la Verità su tutte le Infinite Forme presenti nell’Universo.” (No sabor de apenas uma xícara de chá, finalmente descobre-se todas as infinitas formas presentes no Universo”).

23

O grande final dessa viagem de mistérios foi no meu aniversário de 51 anos, em Civita de Bagnoregio. Eu a escolhi porque a cada ano a cidade sofre com a erosão e um pouco dela vai-se embora. É um lugar fantástico para se conhecer antes de ir ao Céu e para lembrar que tudo é impermanente, principalmente a beleza.

http://www.historvius.com/civita-di-bagnoregio-1270/

http://www.historvius.com/civita-di-bagnoregio-1270/

Quem fez o tour com a gente foi o Franco Sala, proprietário do delicioso Cibita B&B e a pessoa mais espirituosa que já conheci. Ele sabe rir como ninguém dos perigos da vida e de si mesmo. Pessoa sensacional à altura de uma cidade idem  http://www.civitadibagnoregio.it/

FullSizeRender12190784_959374217445071_2934491389655932218_n

Lembra da novela “Esperança”? Foi no hotel do Franco que ficaram hospedados os atores do primeiro tempo da novela, rodada lá na linda cidadezinha :  )

film

Em um dos últimos dias da viagem já tínhamos gastado muito $, óbvio. Foi uma viagem longa e a alta do euro esfolou a gente. Como só se fala em crise, comecei a perder a autoconfiança e pedi para que o Universo mandasse um sinal dizendo que tudo estaria bem. Foi quando fui até a janela, com um céu mega estrelado, e vi uma estrela cadente. Desde os meus 15 anos que eu não testemunhava isso acontecer. Sim, eu estava conectada…

Para o alto e avante a até a semana que vem!

++++++++++++++++

Na Livraria Cultura: http://zip.net/bxqCL2 ou http://www.matrixeditora.com.br

 

O divertido diário da escritora que vigiou sua autoestima por 365 dias

++++++++++++

COLUNAS DA GISELA RAO  NO ATMOSFERA FEMININA

> Crise. O melhor que pode te acontecer – http://zip.net/byrJ4c

 > Vai com medo mesmo! http://zip.net/bhqhtW

> Se não hoje, quando? – http://migre.me/eVKJy

giselarao@uol.com.br

Sobre a autora

Gisela Rao é publicitária, escritora e está jornalista. Acredita piamente que a "imperfeição" liberta. A palavra está entre aspas porque, como dizia Buda, o que é certo e o que é errado no universo da ilusão? Leia mais

Sobre o blog

Espaço para - como dizia Nelson Rodrigues: mostrar a vida como ela é, sem pintar pombo de verde e chamar de meu louro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop

Minha Vida Sem Photoshop

Por que trocar a lâmpada ficou mais interessante que nós?

Nos últimos meses, que coincidem com o tempo que não tenho viajado, tenho a estranha sensação de não ter assunto-próprio. Não estou falando do monte de filmes que assisto no Netflix, ou dos assuntos que saem na home do UOL ou do Tiscali.it. Estou falando de assunto próprio, coisas incríveis que vejo ou sinto e que ficam se acotovelando para escorregar no tobogã da garganta para fora. O triste é que percebo que não é só comigo: às vezes vou em almoços ou jantares coletivos onde ninguém tem também assunto-próprio, digo, algo mais interessante do que trocar uma lâmpada quebrada. Assistindo a uma palestra do incrível tarólogo Arhan (sim, nesse dia fui atrás de assunto-próprio!), ele disse uma coisa muito assustadora: “Cada vez menos vejo a carta do “Louco” no jogo de tarô das pessoas. É assustador porque o Louco é a carta ligada a seguir a intuição. Nas palavras do Arhan: “O Louco é o arcano sem número do tarô, está presente em todos os caminhos da nossa jornada pessoal. Ele representa o campo de todas as possibilidades em nossa vida é o momento do salto quântico existencial. Aquele que é capaz de gerar a si próprio. Esta carta não dá valor aos valores dos homens. "O Essencial será sempre invisível aos olhos". O que nos dará a certeza de uma direção segura, nosso norte, será o canal intuitivo, representado na carta por um cachorrinho que tenta avisar o louco do abismo a sua frente. Mas perante aos outros, qualquer atitude ou escolha, neste momento da sua vida, será considerada Louca! Por isso, não dê ouvidos! A caravana passa e os cães ladram…Misture a sua "maluquez" com a sua lucidez, seja livre e siga em frente! Ação a ser tomada: Rever valor para gerar a si próprio”. Então tem um monte de coisas erradas aí, estamos com preguiça, estamos acomodados, estamos sem coragem pra alçar novos voos, pra fazer coisas novas, estamos vendo tv e internet demais. Não acho que as respostas estejam em viajar mais, embora ler o livro “Diários Marroquinos” (Kívia Mendonça) dê um tremendo frio na barriga (ela ficou um tempão no Marrocos viajando sozinhaaaaa de carona). Eu acho que a resposta está em viver mais, reloadar na gente aquela criança curiosa que eramos na infância. Onde está você, Giselinha, que furava o dedo sem medo para ver as células – tão lindas – psicodelicando na plaquinha de vidro no microscópio? "Se o homem persistisse em sua loucura, tornar-se-ia sábio" - William Blake +++++++++++++++++++++++++++++++ giselarao@gmail.com

Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Minha Vida Sem Photoshop
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Vigilantes da Autoestima
Topo